Câmara Inversa

sexta-feira, julho 28, 2006

Literatura

"Além da Terceira Margem" - Daniel Lopez


Certo estava de que teria a resposta correta. Caminhara quase dois dias por entre pinheiros, arbustos e vales, levado a diante pelo impetuoso anseio de terminar este ciclo, mais um talvez. O sol em seu rosto, aconchegante e rude, trazia à sua memória sentimentos diversos, a maioria impossíveis de transpor em palavras, estes pequenos conceitos-mundo que são os átomos de nossa existência enquanto homens.

Por suas narinas penetravam odores comuns, mas que, devidamente traduzidos em informações, lembravam-lhe da necessidade de sentir o mundo, vivenciar as sensações de uma maneira inaudita, a fim de que se pudesse valer, de modo pertinente, da única pergunta que lhe cabia. Sim, ele estava com medo, mas sabia que isto fazia parte do prelúdio, se bem administrado.

Após atravessar a terceira margem, finalmente avistou o grande muro que separava os mundos. Tudo à sua volta lhe dizia algo. Seus sentidos estavam preparados para buscar, em cada som, em cada tonalidade, o padrão que lhe seria demandado. Neste momento, cogitou já havê-lo encontrado.

Finalmente, lá estava a Anfitriã, vestida com um traje marcial, preparada, como sempre, para exercer seus inomináveis atributos. Nosso personagem esperava encontrá-la além dos portões, mas nem sempre os meandros do destino nos levam às veredas esperadas.

O arauto deu o sinal para que a pergunta fosse efetuada. Então, assim se expressou nosso ousado viajante: "Visto que Sua Excelência outorgou-nos a redundância e o pleonasmo como delitos, como pode Sua Excelência nomear um termo acessório de 'Adjunto Adnominal' se 'ad' já significa junto. Não se teria aqui uma redundância do tipo 'junto-junto-junto ao nome'?".

Neste momento, a Lua preciptou-se do firmamento como um cometa desgovernado e o Sol retraiu-se de tal modo que sua luz igualou-se ao singelo lampejo de uma tarde de inverno. O viajante viu diante de seus olhos a fusão de ambos os mundos, enquanto a Anfitriã sucumbia em um pranto de tal modo intenso que a consumiu por inteiro.

Porém, ele sabia que isso não bastava para derrotá-la. Por isso, estava ciente de que, a qualquer momento, Sua Excelência ressurgiria, na plenitude de seu vigor, e ainda mais esplendorosa do que dantes fora...

9 Comments:

  • Fala profeta!!!

    Gostei pra caramba, tá fácil dentre as melhores coisas que você já escreveu!

    Abraço!

    By Blogger Fabio Silveira, at agosto 01, 2006 1:50 PM  

  • Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    By Blogger Fabio Silveira, at agosto 01, 2006 1:50 PM  

  • CARÍSSIMO DANIEL:

    "VISTO COMO, NA PROVA DESTA MINISTRAÇÃO, GLORIFICAM A DEUS PELA OBEDIÊNCIA DA VOSSA CONFISSÃO QUANTO AO EVANGELHO DE CRISTO E PELA LIBERALIDADE COM QUE CONTRIBUÍS PAR ELES E PARA TODOS,
    ENQUNTO ORAM ELES A VOSSO FAVOR, COM GRANDE AFETO, EM VIRTUDE DA SUPERABUNDANTE GRAÇA DE DEUS QUE HÁ EM VÓS.
    GRAÇAS A DEUS PELO SEU DOM INEFÁVEL! (Trecho da carta de Paulo aos Coríntios)

    Com muita propriedade digo, e repito, você está muito além de todos os jevens dos seus dias, porisso, vá adiante...

    By Anonymous rosangela, at agosto 01, 2006 4:54 PM  

  • Parabéns, Daniel, o texto é muito interessante e, desde o início, prende bastante a atenção. É imprescindível notar que a arte de escrever é para de quem gosta e, de quem tem a leitura como companheira habitual. É através de palavras bem colocadas, que o leitor viaja através das mesmas e vive um novo mundo.
    O Blog é muito bom... gostei muito de ver a matéria sobre o Ingmar Bergman e aquela célebre foto da Morte jogando xadrez.
    Um grande abraço!
    Edgard.

    By Anonymous Edgard Garcia, at agosto 01, 2006 8:27 PM  

  • Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    By Anonymous Anônimo, at agosto 04, 2006 1:17 PM  

  • Greets to the webmaster of this wonderful site. Keep working. Thank you.
    »

    By Anonymous Anônimo, at agosto 10, 2006 6:34 PM  

  • Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    By Anonymous Edgard Garcia, at agosto 12, 2006 11:52 AM  

  • E aí Daniel, Li pouco dos seus textos, mas sempre que o faço, fica uma boa impressão. É sempre uma leitura gratificante e que deixa uma vontade de mais um pouco.
    valeu.

    By Anonymous Eustáquio Amazonas, at agosto 14, 2006 9:26 AM  

  • I really enjoyed looking at your site, I found it very helpful indeed, keep up the good work.
    »

    By Anonymous Anônimo, at agosto 16, 2006 3:31 AM  

Postar um comentário

<< Home